segunda-feira, novembro 05, 2007

nº 16

"Não há como agradecer por tudo que nossos pais fazem por nós, os filhos. Mesmo eles errando, e não são poucas as vezes, assim procedem por serem iguais a nós, humanos e limitados.

Posso dizer que tenho uma imensa sorte nessa vida. Diante do tanto que já pude saber e presenciar de ruim, sou um grande privilegiado e devo quase tudo aos meus pais e próximos.

Espero contribuir, talvez, para o melhor de alguém, hoje, no futuro, sempre".



....

Um comentário:

Mari Vital disse...

Que bom q vc ver o lado bom das situações!!!

Parabéns pelas suas atitudes!

=*