sábado, agosto 09, 2008

03 06 09

Dia nove de agosto de dois mil e oito. Data que simboliza cinco anos do início do meu namoro. No dia nove de agosto de dois mil e três, ainda lembro bem, depois de uma garrafa de vinho barato, dividida com um grande amigo, encontrei com ela. Talvez o vinho tenha me ajudado a ter coragem para ficar tão à vontade e argumentar algumas coisas, depois ensejar a pergunta: Você quer namorar comigo? Talvez até tenha sido por esse fato que passei a gostar tanto de vinho.

Posso fazer um balanço desse tempo. E... O resultado... Eu diria que a balança penderia mais para o lado da felicidade. Inegavelmente fui e estou feliz. Poderia repetir quantas vezes fossem possíveis aquela pergunta do dia nove de agosto de dois mil e três. Se minha vida fosse um completo dájàvu aconteceria todos os dias o início dessa história. Não me arrependo, e quero nunca me arrepender.

Lembra as tantas cartas que trocamos? Muitas. Talvez não tantas quanto gostaríamos, mas elas foram nossas parceiras durante um bom tempo. Pensamentos, vontades, interpretações, explicações, desculpas, resoluções, tudo expresso em caligrafias apressadas e em erros grotescos de gramática, os quais nós íamos consertando enquanto líamos, você na sua casa, ou no caminho para o colégio, e eu na minha casa, deitado na minha cama, com o abujur ligado, bem soturno, tão diferente e tão igual do que sou hoje. Você também... tão diferente e tão igual do que és hoje.

São tantas lembranças boas que eu gostaria de ter um HD Sata de 1 terabyte na cabeça para não esquecer delas. E essas eu sempre coloco sobre as ruins, pois claro que elas também existem, entretanto... São como aquelas disciplinas chatas que temos que aprender no colégio ou na faculdade, irritam, mas servem para alguma coisa.

Levemos a vida conosco. Vamos esperar o que nos espera na próxima esquina depois de cada dia. O que devo dizer hoje é que amo você, tenho o carinho suficiente para dizer isso, para ter vontade de te beijar, conversar com você. Minha amiga, minha parceira, minha cúmplice.

Bem... eu sei que já escrevi muito e já está ficando cansativo, mas reproduzirei abaixo um texto para fechar esse escrito aqui, um texto que uma nova amiga me fez lembrar dele, pois há muito que tinha lido, não o guardei na memória., acho que não o entendi, talvez hoje eu possa compreende-lo.

“Pensando bem

Em tudo o que a gente vê, e vivencia

E ouve e pensa

Não existe uma pessoa certa pra gente

Existe uma pessoa

Que se você for parar pra pensar

É, na verdade, a pessoa errada

Porque a pessoa certa

Faz tudo certinho

Chega na hora certa,

Fala as coisas certas,

Faz as coisas certas,

Mas nem sempre a gente tá precisandodas coisas certas.

Aí é a hora de procurar a pessoa errada.

A pessoa errada te faz perder a cabeça

Fazer loucuras

Perder a hora

Morrer de amor

A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar

Que é pra na hora que vocês se encontrarem

A entrega ser muito mais verdadeira

A pessoa errada, é na verdade,aquilo que a gente chama de pessoa certa

Essa pessoa vai te fazer chorar

Mas uma hora depois vai estar enxugandosuas lágrimas

Essa pessoa vai tirar seu sono

Mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível

Essa pessoa talvez te magoe

E depois te enche de mimos pedindo seu perdão

Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado

Mas vai estar 100% da vida dela esperando você

Vai estar o tempo todo pensando em você.

A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo

Porque a vida não é certa

Nada aqui é certo

O que é certo mesmo, é que temos que viver

Cada momento

Cada segundo

Amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo,querendo, conseguindo

E só assim

É possível chegar aquele momento do dia

Em que a gente diz:

"Graças à Deus deu tudo certo"

Quando na verdade

Tudo o que ele quer

É que a gente encontre a pessoa errada

Pra que as coisas comecem a realmente funcionar direito pra gente...”


Pessoa Errada” de Luiz Fernando Veríssimo.

4 comentários:

Mari Vital disse...

Esse número ainda vai ser o responsável por ganharmos na MEGA SENA hauahuahuahau
Linda msg!
Obg! Eu mais do que alguém qria um HD de 9 GB kkkkkkkkkk p/ lembrar de td! Td mesmo, de cada segundo daquele dia e de tds os dias que se seguiram!
Amo vc!
=*
até daqui a pouco!

Hugo Oliveira disse...

Parabéns, belo post.

Eu não posso dizer muita coisa, pois eu sempre suspeitei do amor. E, agora, sei mais do que ninguém que é uma coisa mais estranha ainda.

Talvez um dia eu possa decifrar o soneto de Camões, aquele mesmo: “amor é fogo que arde sem se ver...". A partir de então, posso dizer coisas semelhantes, ou mesmo, tão bonitas quantas as que foram pronunciadas por você.

Muito sucesso no namoro.

Dallas Diego disse...

Perfect!!

O amor nao eh muito justo comigo nao!!Nao sei pq..haushuas

Sucesso!

Mari Vital disse...

A noite foi perfeita!!!!

=]

amo!!!

=***